Começando com o CakePHP - Tutorial introdutório ao Framework CakePHP

O que é CakePHP?

CakePHP é um framework para desenvolvimento de aplicações rápidas utilizando a linguagem PHP. Podendo se dizer assim como Rails está para o Ruby, o Cake quer estar para o PHP. E não é a toa que grande parte da ideologia formada pelos desenvolvedores core do Cake, vem da equipe do Ruby On Rails.

O que é Framework?

Framework é uma biblioteca de códigos Classes, Helpers, Funções interligadas que auxiliam o desenvolvimento de software.

Alguns aspectos a serem considerados no CakePHP:

Prós:

  1. Funciona no PHP 4 e PHP 5;
  2. Gerador de CRUD (Criar, Ler, Atualizar e Deletar);
  3. Utilização de Designer Patterns como o MVC (Modelo, Visão e Controle), Active Record, Association Data Mapping e Front Controller;
  4. Comunidade super ativa (Bakery, forúms e vários ativistas do CakePHP);
  5. Padronização de Nomenclaturas (Força o grupo de trabalho a seguir um padrão);
  6. Linha de aprendizado rápida;
  7. Alta produtividade.


Contras:

  1. Documentação sucinta, apesar de a versão 1.2 ter melhorado a documentação ainda está longe do ideal;
  2. Mudanças criticas entre as versões;
  3. Padronização de Nomenclaturas (O Programador não tem muita liberdade no código, tendo que seguir um padrão);
  4. Com uma performance um pouco menor que outros frameworks em PHP;
  5. Ainda com suporte a PHP 4, não utiliza todos os recursos do PHP 5.

Apesar de algumas desvantagens 2 aspectos do CakePHP para mim fazem a grande diferença perante aos outros frameworks PHP que utilizei, são eles a linha de aprendizado, uma vez entendido a estrutura de arquivos do CakePHP e modo que o mesmo trabalha a produtividade com ele é absurda. Em pouco tempo é possível fazer coisas que era-se necessário bastante tempo de trabalho sem utilização de um framework.

Como começar?

Para começar é simples, basta ter instalado e configurado na sua máquina um ambiente para desenvolvimento PHP. Para isso um servidor WEB tal como o Apache ou ISS o PHP 5 ou PHP 4 e um banco de dados como o MySQL 5.

Logo após ter o seu ambiente de desenvolvimento pronto é necessário o download do framework, no próprio site do CakePHP, sugiro já utilizar a versão 1.2 que apesar de ainda se encontrar em Release Candidate, já está bem estável, inclusive alguns desenvolvedores utilizando ela em produção.

Logo acabado o download do arquivo e o mesmo descompactado, coloque ele dentro da pasta do seu Apache ou para onde o seu servidor WEB está apontando, e tente acessar o mesmo.

Não esqueça de fazer a seguinte observações no seu Apache, verificar se o mod_rewrite está ativo, e se o AllowOverride está como All. Isso é necessário para as URL’s serem reescritas, conforme a regra no .htaccess